Curva de Aprendizagem: Métrica Essencial na Educação

Você já parou para se perguntar se está indo muito rápido em seus cursos? Ou mesmo, se está indo devagar demais em assuntos que não precisariam ser tão desenvolvidos? Existe um gráfico que mede isso e pode ajudar a construir seu conteúdo e seus cursos da maneira mais eficiente possível, respeitando o tempo necessário para que seus alunos possam de fato aprender durante as aulas. Esse gráfico é a Curva de Aprendizagem.

Ela mede a quantidade e complexidade de informações aprendidas em função do tempo que se leva para isso. Portanto, o ideal seria que o gráfico se mantivesse sempre o mais vertical possível, mas é necessário respeitar um processo e a capacidade humana, senão muito conteúdo importante acaba sendo esquecido ou ignorado pelo aluno, e isso faz com que a linha penda para a horizontal. Veja o exemplo:

Curva de Aprendizagem: Métrica Essencial na Educação


A busca pelo equilíbrio

O ideal, portanto, é que você consiga balancear a linha do gráfico de modo que ele se aproxime o máximo possível do eixo vertical, mas sem forçar ao ponto de romper com o caminho que deve ser trilhado pelo aluno no processo de aprendizagem. Existem algumas perguntas para se fazer durante a construção de um conteúdo para buscar esse balanceamento:

  • Qual o conhecimento prévio que o aluno deve ter para aprender certo conteúdo?
  • Qual é o nível de complexidade ou dificuldade dos conteúdos apresentados?
  • Quais são os requisitos mínimos para um aluno deve apresentar ser aprovado em uma avaliação sobre este conteúdo?

 

Divida cada conteúdo em uma curva diferente

Com as respostas para as perguntas apresentadas anteriormente, você já terá uma base. Mas para facilitar ainda mais o processo de construção da curva de aprendizagem de um curso, você pode criar gráficos para cada conteúdo desenvolvido. Por exemplo, se você está explicando uma técnica que é complexa, difícil de reproduzir perfeitamente, você pode considerar que a curva é íngreme, e portanto o curso precisará dedicar mais tempo a ela. Dessa maneira, você terá uma ideia melhor sobre o ritmo que deve ser seguido pela trilha de aprendizado.


Conte com a experiência e uma plataforma confiável

É inegável que profissionais atuantes na área da educação possuem um conhecimento mais profundo sobre como respeitar a curva de aprendizagem na hora de construir e organizar conteúdos. Por isso, procure o auxílio desses profissionais também ao desenvolver o seu. Outra dica valiosa é contar com uma plataforma de ensino especializada em organizar e disponibilizar aulas em cursos à distância, pois elas vão ajudar a formar trilhas de aprendizado confiáveis e com curvas de aprendizagem eficazes.

Um exemplo de plataforma como essa é o LMS (do inglês “Learning Management System”, ou Sistema de Gestão da Aprendizagem), que também é conhecido como “Plataforma EAD” (educação à distância). Por ser um sistema pensado especificamente para a educação, ele carrega consigo a missão de tornar o aprendizado eficiente ao mesmo tempo em que acessível. Dependendo do LMS que você escolher (como o oferecido pela Scaffold Education, por exemplo), mesmo o suporte dos profissionais citados anteriormente estará presente na hora de projetar seus cursos. Para saber mais sobre LMS, acesse este link.

Como você tem pensado suas curvas de aprendizagem? Você tem exemplos de vezes em que a curva ficou muito íngreme ou muito horizontal? Nossos especialistas podem ajudar!


Veja também

5 maneiras de amenizar o Turnover dentro da sua empresa

Uma alta taxa de Turnover, ou rotatividade de pessoal, pode afetar a lucratividade, produção e o ambiente organizacional dentro de uma empresa.

5 mitos ou verdades sobre a educação a distância

No dia Nacional da Educação a Distância, separamos alguns mitos e verdades sobre o tema.