A clareza e identificação da causa é a base da construção de um projeto. O que te comove? Uma questão educacional? A promoção de qualidade de vida para o idoso?  

A partir disso, é possível:

  • Seguir uma metodologia
  • Estabelecer diagnósticos
  • Prospectar stakeholders
  • Elaborar o projeto

A delimitação da causa e os diagnósticos mostrarão potencialidades organizacionais e pessoais de como você pode executar e/ou interferir nessa causa. O que você sabe sobre o assunto? Qual a sua experiência nessa área? Que tipo de rede você precisa construir? O que você precisa aprender ou em que você precisa se aprofundar? 

Julgar com muito critério qual a sua competência em relação à causa é importante para que o projeto comece com solidez, bem estruturado e planejado. A causa não deve ser um sonho apenas seu; mas estar inserida e ser analisada sob a ótica de um trabalho em rede, onde cada um poderá contribuir de uma maneira.

O que mais pode ajudar na clareza da causa?

É necessário saber claramente quais são os objetivos específicos, qual a motivação e o impacto que quer gerar diante de uma situação. Como você vai acompanhar o andamento do projeto, avaliar supostos indicadores, redesenhar caminhos, identificar efeito e efetividade se você não sabe de onde partir e aonde quer chegar? 

A objetividade da causa permite que você trabalhe para que essa causa deixe de existir um dia. A causa existe, justamente, para que ela deixe de existir e para que você possa encontrar e investir em outra causa, impactar outro território, população ou cultura.

Como definir a causa?

Duas dicas muito precisas: Não confunda causa com público- alvo. A sua causa não é o idoso, a criança, ou o animal. Além disso, a causa lida e cuida de potenciais melhorias para a comunidade e não de escassezes. 

Gostaria de mais informações para entender os diferentes tipos de causas para dar início ao investimento do seu projeto socioambiental?

Veja também