7 maneiras dos Líderes apoiarem colaboradores que são pais durante a pandemia do Coronavírus

Líderes, vocês sabem como apoiar seus colaboradores que precisam ajudar os filhos na aprendizagem, cuidar da casa e se manterem produtivos durante a pandemia?

“Essa é uma tradução interpretativa do artigo: 7 ways employers can support working parents during the coronavirus disease (COVID-19) outbreak, publicado pela Unicef

Crianças em todo o mundo precisam do apoio de seus pais. E os pais, precisam do apoio de seus líderes.

As consequências do surto do novo coronavírus (COVID-19) estão sendo sentidas em todo o mundo. Para muitas crianças, isso significa ter que lidar com problemas de educação, doenças na família e perda de renda familiar (coisas que afetam desproporcionalmente meninas e meninos das famílias mais humildes).

Ao dar tempo e apoio aos pais colaboradores que precisam para cuidar de seus filhos, as políticas no local de trabalho voltadas para a família (como licença parental paga, licença médica paga, acordos de trabalho flexíveis e acesso a cuidados infantis de qualidade e acessíveis) ajudam a reduzir a carga sobre as crianças.

Aqui estão sete maneiras que os líderes podem apoiar os pais trabalhadores, para cuidar de si mesmos, de seus filhos e de suas famílias durante o surto de COVID-19:

1. Avalie se as políticas atuais do local de trabalho apoiam efetivamente as famílias.

As políticas existentes são de apoio suficiente para as famílias dos colaboradores? Comece identificando as necessidades mais importantes dos pais que trabalham. O foco especificamente deve-ser nos grupos vulneráveis, como trabalhadores temporários, informais, imigrantes, grávidas, trabalhadores com deficiência e aqueles que não têm acesso a benefícios como licença médica remunerada.

2. Ofereça acordos de trabalho flexíveis.

Acordos de trabalho flexíveis proporcionam aos colaboradores liberdade sobre quando e onde podem realizar suas responsabilidades de trabalho. Como as necessidades dos pais que trabalham podem variar muito, diferentes tipos de flexibilidade, ajudam os pais a cuidar de seus filhos e famílias. 

Os acordos incluem o teletrabalho (home office), a compactação da semana de trabalho ou a garantia de férias de longo prazo protegidas, para que os colaboradores possam cuidar de parentes crianças, doentes, idosos ou com deficiência.

3. Apoie os pais com opções de cuidados infantis seguras, de qualidade e acessíveis.

À medida que o fechamento de escolas e creches aumentam, muitos pais que trabalham enfrentam opções limitadas ou inexistentes. Alguns podem até ser obrigados a deixar crianças mais jovens com supervisão limitada, comprometendo sua segurança.

Os líderes podem apoiar esses pais de várias maneiras, inclusive por meio de sistemas de referência para acolhimento de crianças (em locais onde a creche permanece disponível e segura), subsídios e acordos de trabalho flexíveis.

5. Forneça orientações aos colaboradores sobre como procurar apoio médico.

Os líderes podem ajudar os profissionais que possam estar com sintomas de COVID-19 orientando-os como encontrar auxílios e serviços médicos. Por exemplo, os líderes podem informar os números de telefone e endereços de hospitais locais, autoridades de saúde e linhas diretas de emergência. Eles também podem fornecer aos colaboradores orientações para transporte seguro para os serviços de saúde.

6. Ajude os colaboradores e suas famílias a lidar com o estresse.

Os locais de trabalho devem fornecer apoio especial aos colaboradores que se sentem ansiosos, confusos ou assustados durante o surto de COVID-19. Eles também podem apoiar os pais que estão ajudando os filhos a lidar com a ansiedade e o medo. 

Os líderes devem garantir que apenas informações de fontes confiáveis ​​sejam compartilhadas e que todos os colaboradores tenham acesso a serviços psicossociais. Eles devem também, dar aos pais colaboradores o tempo e os recursos necessários para confortar e cuidar de seus filhos (Isso inclui: o fornecimento de ferramentas úteis que incentivam conversas, brincadeiras e outras formas de estímulo que as crianças precisam dos cuidadores).

7. Reduza os encargos financeiros caso os trabalhadores ou seus familiares adoeçam com o COVID-19.

Reduzir as possíveis responsabilidades financeiras devido ao surto de COVID-19 para os pais que trabalham é fundamental. As medidas de apoio podem incluir proteção ao emprego, licença médica paga e transferências econômicas, como benefícios para crianças e subsídios para gastos com saúde. Grupos vulneráveis, como trabalhadores de baixa renda e informais, devem receber apoio especial.

Políticas familiares para todos

Principalmente, os líderes devem garantir que as políticas voltadas para a família se apliquem a todos os colaboradores, independentemente do seu gênero ou status de emprego (sejam eles período integral ou prestadores de serviços, por exemplo). 

É essencial promover uma cultura na qual os colaboradores se sintam confortáveis ​​usando políticas sem medo de discriminação. Especialmente para as mulheres, que em muitos lugares assumem mais responsabilidades de cuidados do que os homens. As medidas devem ser tomadas para garantir que as mães que trabalham não sejam penalizadas por suas decisões.

Ao adotar e expandir políticas voltadas para as famílias, os líderes têm um papel muito importante para realizar no apoio ao bem-estar dos pais que trabalham e de seus filhos.

Fonte:
Unicef: 7 ways employers can support working parents during the coronavirus disease (COVID-19) outbreak.

Veja também

5 maneiras de amenizar o Turnover dentro da sua empresa

Uma alta taxa de Turnover, ou rotatividade de pessoal, pode afetar a lucratividade, produção e o ambiente organizacional dentro de uma empresa.

5 mitos ou verdades sobre a educação a distância

No dia Nacional da Educação a Distância, separamos alguns mitos e verdades sobre o tema.